sábado, 11 de fevereiro de 2012

UFOS durante o dia Retornam a Santa Cruz.

Parece que tem sido uma constante e agora registrado por nós do NEUS.
Na tarde de sexta-feira dia 0 de fevereiro , as 17 oras aproximadamente , um objeto branco de forma ovalada foi percebido por mim (Rafael) quando justamente comentava sobre as notícias ufológicas com nossa colega Marilene em sua casa. De repente saltou nos céus esse objeto de cor branca, formato ovalado e em uma velocidade considerável, Logo consegui uma câmera digital e me puz a filmar e tentar fotografar o objeto.
Este atravessou as nuvens e seguiu em ascensão para de repente desaparecer em meio ao céu claro.
O Objeto se encontrava justamente em mesma área onde os outros objetos foram vistos no dia 26 de janeiro.
O leste seguindo para sul em subida vertical.
Acompanhem o filme e a foto.


video





sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

A última fronteira intocada - missão russa chega ao profundo desconhecido


Pessoal,

Nosso planeta é, mesmo, surpreendente, cheio de mistérios e revelações. E com fronteiras que ainda estão sendo atingidas, como é o caso do Lago Vostok, na Antártica. Suas águas estão cobertas por uma camada de quatro quilômetros de gelo. Suspeita-se que o manancial está isolado há pelo menos 14 milhões de anos, ou seja, é uma cápsula do tempo, que pode guardar informações preciosas sobre o desenvolvimento da vida, revelando elementos e espécies completamente inexistentes na atualidade.

Os cientistas russos apostam que “será um excelente material natural para desenvolver tecnologias, resolver problemas de engenharia e conduzir experimentos voltados para a busca de vida em outros planetas do Sistema Solar.”

E o Vostok não é um laguinho: “tem 20 mil quilômetros quadrados de área e uma profundidade de 740 metros de água líquida”. Um “senhor lago” escondido dos humanos. Não fosse a imensa curiosidade e tecnologia desenvolvida por esses mamíferos bípedes, sobrevivendo na superfície terrestre, talvez o “lago-cápsula” ficasse para sempre assim intocado.

Estima-se que existam, como o Vostok, 150 lagos chamados de “subglaciais”. O glaciologista Igor Zotikov foi o primeiro a propor a existência desse mananciais.

A ciência, o pensamento e a investigação científicas têm sido os instrumentos para aprofundar a sabedoria humana e sairmos da ignorância e das superstições, como tanto e tão bem propalou o mestre Carl Sagan. Cabe-nos usar esse conhecimento e intervenção para o bem-comum, e não como meio de poder egoísta e fatal.

Abaixo seguem duas notícias sobre o assunto do lago. A primeira, que saiu hoje na imprensa (Inovação Tecnológica), e a outra, de dias atrás, com informações mais completas sobre a “missão” russa. Em anexo, uma ilustração com detalhes sobre a localização e profundidade do Vostok.

Abraços!

Iuri Azeredo



Cientistas russos atingem última fronteira intocada da Terra

Redação do Site Inovação Tecnológica - 10/02/2012

Lago Vostok

Aquela que era considerada a última fronteira intocada da Terra acaba de ser tocada.

Cientistas russos anunciaram ter alcançado a superfície do Lago Vostok, guardado há milhões de anos nas profundezas da Antártica, coberto por uma camada de quase 4 quilômetros de gelo.

Valery Lukin e seus colegas do instituto russo AARI (Arctic and Antarctic Research Institute) alcançaram a superfície do Lago Vostok a exatos 3.769,3 metros de profundidade.

Isto está no limite do que vinha sendo indicado por imagens de radar - os cientistas apostavam que a fronteira gelo-água estaria localizada entre 3.730 e 3.770 metros.

Uma primeira decepção ocorreu logo antes, a 3.766 metros de profundidade, quando a sonda encontrou água - mas era apenas uma "lente" de água, e não o lago propriamente dito.

Risco de contaminação

Assim que o lago foi atingido, a água subiu sob pressão por cerca de 40 metros ao longo do furo de sondam, antes de congelar, selando a abertura.

Isto é uma boa notícia em relação às preocupações com a segurança do experimento, mais exatamente com o risco de contaminação do Lago Vostok.

A proposta da equipe russa foi a única aceita, depois de ser avaliada por cientistas de todo o mundo durante mais de 10 anos, onde o principal critério era a segurança na preservação da pureza do Lago Vostok.

Novas formas de vida

O lago foi alcançado nos últimos momentos da campanha deste ano, que agora foi interrompida por causa do mau tempo.

Os cientistas voltarão à Antártica por volta do mês de Setembro, quando as condições do tempo amainarem.

Só então eles ligarão as máquinas novamente para refazer o furo e coletar as tão esperadas amostras de uma era da Terra literalmente congelada no tempo.

Há uma grande expectativa pela descoberta de novas formas de vida, sobretudo bactérias, que não existam em nenhum outro lugar da Terra.

Vários microrganismos já foram encontrados ao longo da perfuração, em várias profundidades.

FONTE: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=cientistas-russos-atingem-lago-vostok-antartica&id=010125120210&ebol=sim

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

OBJETOS VOADORES NÃO IDENTIFICADOS VOLTAM AOS CÉUS DE SANTA CRUZ

No dia 29 de janeiro, um domingo novamente, várias pessoas foram surpreendidas por pontos luminosos no céus, que se assemelhavam a orbs prateados.
Estes faziam vôos em rota circular e as vezes paravam e retornavam em linhas que desenhavam no céu um vôo muito estranho.
Algumas pessoas tentaram gravar os objetos mas sem sucesso. Acompanhe o momento em que nossa companheira Fernanda, do NEUS,  observava os objetos junto as testemunhas.

video

O objeto transitava de leste para oeste e voltava ao mesmo ponto num trajeto pequeno. Em seguida foivisto um segundo objeto igual.
Foram descartadas as hipotese de balões devido a velocidade que alcançava em segundos para subitamente parar.
ONEUS segue investigando, Em 2009 objetos semelhantes foram filmados e fotografados pelo grupo em uma tarde domingo também.


Extraterrestres: estaríamos mais próximos de conhecê-los?





Depois da palestra de A. J. Gevaerd na tarde da quarta-feira (08), foi a vez de seu colega Marco Antônio Petit, coeditor da publicação, subir ao palco Astronomia & Espaço da Campus Party Brasil 2012 para comentar sobre as evidências de que há vida inteligente fora da Terra. Petit reuniu uma grande quantidade de imagens - obtidas nos próprios sites da Agência Espacial Norte-Americana (NASA) e Agência Espacial Europeia (ESA) - que mostrariam rastros dos extraterrestres.

Segundo Petit, há pelo menos 45 anos a NASA sabe que as imagens que estão sendo divulgadas aos poucos, desde as primeiras missões Apollo, são provas contundentes de que houve ou ainda há formas de civilização em outros planetas e luas (tanto a terrestre quanto a lua Europa de Júpiter). E depois de tantas décadas escondendo a verdade, publicando apenas imagens em resoluções baixas e com adulterações, agora as mesmas agências estariam liberando fotos em alta resolução da superfície de outros corpos celestes. Como já dissemos, todas as fotografias utilizadas por Petit estão sendo disponibilizadas pelas agências espaciais dos Estados Unidos e Europa.

A imensa quantidade de cenários mostra possíveis fósseis, obeliscos, construções artificiais e até mesmo os famosos rostos de Marte. A NASA geralmente publica imagens monocromáticas, mas a ESA utiliza as cores reais para melhor elucidação dos astrônomos, ufólogos e outros interessados. Nas fotos desse segundo grupo, há inclusive indícios de elementos vegetais em Marte.



Outro aspecto comum nelas é a presença de objetos aparentemente artificiais sendo arrastados por vários quilômetros. Obeliscos são responsáveis pela formação de grandes sombras e sempre estão ao final de rastros enormes, o que evidencia a movimentação por algum tipo de forma de vida. Os "arrastos" encontrados na Lua podem ser de milênios atrás, mas os de Marte não podem datar de mais de um ano, visto que o processo de erosão no planeta é muito veloz.

Mas por que as agências espaciais estariam interessadas em mostrar a verdade ao mundo? Foi a pergunta que fizemos a Petit, que nos respondeu com muita segurança. Segundo ele, a NASA esteve escondendo por anos a realidade para evitar que a população mundial entrasse em pânico. Agora, com a civilização em outro estágio de entendimento do mundo, os governos de todo o planeta estariam tentando fazer com que o conhecimento da vida alienígena passe a ser desfrutado pela população. Isso seria vital para evitar pânico generalizado e catástrofes relacionadas, caso alguma civilização extraterrestre decida fazer contato. E é exatamente esse contato que Petit acha que está se aproximando.

Acesse algumas das cenas da apresentação, com créditos Baixaki e Tecmundo:



http://ibxk.com.br/materias/443457174/75142-o.jpg

http://ibxk.com.br/2012/2/materias/4434571748191613-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75143-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75145-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75146-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75148-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75151-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75152-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75153-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75154-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75155-o.jpg

http://ibxk.com.br/materias/443457174/75156-o.jpg

UFOs: a verdade por trás das aparições no Brasil


Jornalista e editor da Revista UFO conversou com campuseiros sobre como estes eventos causam impacto na população brasileira



Durante palestra na tarde desta quarta-feira (08), na Campus Party Brasil 2012, A. J. Gevaerd mostrou que o governo do Brasil já reconhece a existência de naves que podem estar sendo pilotadas por seres extraterrestres. Ele ainda comentou que vários documentos secretos estão sendo liberados oficialmente, o que prova a real ocorrência de diversos acontecimentos.

"É muito provável que nas próximas décadas nós estejamos fazendo o mesmo que estes seres fazem hoje", disse o editor. Atualmente, o registro de UFOs já é reconhecido pelo Diário Oficial da União sob a portaria 551/GC3. De acordo com Gevaerd, isso foi visto como um acontecimento muito importante para o país.

O documento mais contundente sobre as aparições de objetos voadores foi o Dossiê UFO Brasil, em 2007. A partir de então, deu-se início a ações por parte da Força Aérea Brasileira com o intuito de registrar e oficializar as incidências de OVNIs. Hoje, todos podem ter acesso a cerca de 4,4 mil páginas arquivadas desde a década de 50 até 2010, cujas cópias estão em www.ufo.com.br/documentos.

Casos bem documentados

Dos acontecimentos mais ricos em detalhes, o jornalista deu ênfase a alguns deles. A Operação Prato ocorreu em setembro de 1977, no Amazonas. Em seus registros, é possível ter acesso a páginas com fotos, desenhos feitos por militares brasileiros e relatos feitos pelas comunidades que viviam nas áreas das aparições. Além disso, mais de 16 horas em vídeo também foram registradas oficialmente durante o ocorrido
...

Leia matéria completa no Portal da Ufologia Brasileira, link: http://www.ufo.com.br/noticias/ufos-a-verdade-por-tras-das-aparicoes-no-brasil



A Nebulosa de Carina, um detalhe no infravermelho


  O Very Large Telescope no Observatório Europeu do Sul obteve a imagem mais detalhada de infravermelhos, até à data da Nebulosa de Carina, uma espécie de berçário estelar. Muitos recursos anteriormente escondidas, espalhadas por uma skyscape espetacular de estrelas de poeira, gás e jovem, já surgiu com força total.Esta é uma das imagens mais espectaculares de sempre criadas pelo VLT.

   
Bem no coração da Via Láctea sul é um berçário estelar chamado Nebulosa Carina. Situa-se cerca de 7.500 anos-luz da Terra, na constelação de Carina (a quilha). Essa nuvem de gás brilhante e poeira é um dos incubadoras próximas estrelas de grande massa, incluindo algumas das estrelas mais brilhantes conhecidas e mais pesado.

   
Um deles, o misterioso e altamente instável estrela Eta Carinae foi a segunda estrela mais brilhante no céu noturno durante vários anos na década de 1840 e é provável que explode como uma supernova em um futuro próximo, em termos astronômicos. A nebulosa de Carina é um laboratório perfeito para os astrônomos que estudam o nascimento e nos primeiros anos de vida violentas de estrelas.

   
Embora esta nebulosa é espetacular em luz visível normal, muitos de seus segredos estão escondidos atrás de espessas nuvens de poeira. Para penetrar nesse véu, uma equipa de astrónomos europeus, liderados por Thomas Preibisch (Observatório da Universidade de Munique, Alemanha) tem usado o poder do Very Large Telescope do ESO, em conjunto com uma câmera infravermelha sensível, chamado HAWK-I.

   
Centenas de imagens individuais foram combinados para criar esta imagem, que é o mosaico mais detalhada infravermelho já tomadas desta nebulosa e uma das imagens mais espectaculares de sempre criadas pelo VLT. Ele não só mostra as estrelas brilhantes enormes, mas centenas de milhares de estrelas muito mais fracas do que antes eram invisíveis.

   
A deslumbrante estrela Eta Carinae aparece no canto inferior esquerdo da imagem nova. Está rodeado por nuvens de gás estão brilhando sob o ataque de intensa radiação ultravioleta. Através da imagem, existem muitas manchas compactas de material escuro permanecendo opaco, mesmo no infravermelho. Estes são os casulos de poeira onde novas estrelas estão se formando.

   
Nos últimos poucos milhões de anos nesta região do céu formou um grande número de estrelas tanto individualmente como em grupos. A extremidade luminosa de aglomerado no centro da imagem é chamado Trumpler 14. Embora este objecto é melhor visto na luz visível, muitos mais estrelas mais fracos pode ser visto nesta vista de infravermelhos. E o lado esquerdo da imagem, pode ser uma pequena concentração de estrelas que aparecem em amarelo.

   
Este grupo foi o primeiro visto nesta imagem VLT novo: estas estrelas não pode ser vista à luz visível. Este é apenas um dos muitos novos objetos revelados pela primeira vez nesta paisagem espetacular.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

OVNI filmado sobre o mar do Norte na Holanda

Esta ocorrência teve lugar em pleno mar do Norte na Holanda, a 23 de Outubro de 2011, um vídeo muito interessante realizado através de uma câmera instalada num Helicóptero da TV Holandesa VPRO.
video,

Até ao momento existe uma grande especulação sobre a origem deste objeto.
O movimento que podemos observar, se trata do movimento do Helicóptero, parecendo o objeto em questão estar imóvel, ou com uma velocidade muito lenta.
As opiniões divergem, balão, pássaro ou algo de mais emocionante!
Qualquer das formas a VPRO agradece os comentários, opiniões de todos os leitores sobre o que pensa sobre este estranho Objeto Voador Não Identificado.