sábado, 30 de novembro de 2013

UFOS NAS FRONTEIRAS DO RIO GRANDE 2




Tucumán -. Usuário do Youtube Javier López Posse fez o upload de um vídeo no qual ele afirma que ele filmou um "OVNI variável" em San Miguel de Tucumán em 23 de novembro, por volta de 17h30.

"Suas formas e cores são impactantes, a sorte de filmar e tirar fotos. Suas origens e intenções permanecem um mistério ", diz no vídeo.

Ele acrescenta: "A evidência deste tipo de UFOs, estão se tornando cada vez mais claro, em muitas partes do mundo."





domingo, 24 de novembro de 2013

UFOS - nas fronteiras do Rio Grande.


Os Ufos começam a se mostrar cada vez nais aqui no RS e nos países fronteiriçosComeça a onda de verão. De toda parte aparece registros como esse de Tucumám.

Ou essa sequência de córdoba no dia 21 de novembro último. Fotos feitas por Gabriela Decall.




A "objeto voador" estranho, invisível ao olho humano, foi captado na câmera de dentro de um carro uruguaio na Rota 5 e tinha parado para fotografar um moinho de vento. Esse poderia se classificar como um ROD e para os que dizem que é um inseto, lembremos que não existe uma classificação de inseto voador como apenas 14 filamentos característicos como asas. Pelomenos não com oito de um lado e 6 de outro. Mas enfim os rods para mim (Rafael Amorim)  são questionáveis.


De qualquer forma aqui vai uma foto feita em Bento Gonçalvez pelo NEUS onde aparece o mesmo efeito.




domingo, 17 de novembro de 2013

Vida de Ufólogo - ALDEIA

Um dos convites mais inusitados de minha carreira ufológica foi o de falar em um "woodstock" sociológico. Ao ar livre e sem nenhum aparato técnico (microfone ou telão). Minha expectativa era zero mas como conhecia o organizador através de um chefe escoteiro amigo meu e do nosso colega do NEUS Iuri. Aceitei de imediato o desafio.




A Aldeia Caina já está em seu segundo ano e a intensão de uma reunião  de pessoas envolvidas com o livre pensamento em um espaço na natureza, com diversas oficinas de artes e práticas de meditação e arte circense.
As dificuldades já começaram quando em pleno feriadão meu editor Ademar Gevaerd me solicitou uma arte de capa urgente. Bem não lembro de ter tido mais que uma semana para fazer essas capas. O bloqueio foi grande. Com a cabeça na tal palestrinha, uma viagem a mal fadada General Câmara e umas 10 outras ilustrações para o colega Francisco de Campos por fazer o nó foi feito. Escoteiros? Nem pensar.

General Câmara

Segundo dia de feriado,sábado dia 17 de novembro, saímos cedinho para General Cãmara. Para  mim  uma tortura a não ser pelo fato de ir ver meus pais os quais pouco vejo. Mas a missão era reecontrar as testemunhas do caso de 1971 no qual narra a observação de mais da metade da população da cidade a um um UFO em forma de anel. O reencontro serviu para que eu alinhavasse a história para a produção do programa Contatos Extraterrestres do History Channel a qual está pleiteando mais um ano da série.
Bom rever o caso e escutar não só minha mãe (testemunha ocular) mas como o Professor Carlos Dantê Kroeff que lembrou mais detalhes do acontecido.


JORNADINHA

No retorno a Santa cruz encontrei o chefe Daniel Bencke, colega do G.Escoteiros Maclaren que me informou a situação da Aldeia Caiana. Um temporal na tarde de sexta arrasou boa parte das cidades vizinhas mas por um milagre não atingiu severamente a Aldeia. Não tinha jeito, eu tinha que ir mesmo ao compromisso. A essa altura já buscava subterfúgio para não ir pois estava muito cansado e pensando que não iria ter proveito neste feriadão no sentido de descanso.
Mas...o dever nos chama a luz da difusão do fenômeno UFO. e missão dada , é missão cumprida.
Seguimos em direção ao local no interior de Vera Cruz. Foi no sassado que "deveríamos seguir pela BR 741 e dobrar RS 287 em A Rio Pardo, na rótula a seguir entrar a esquerda em seguida." Fizemos o percurso várias vez\es e não encontrávamos a entrada do Camping Klinger onde acontecia o evento. Liguei para organização que me informaram que iram me buscar na tal rótula. Anoitecendo decidi liberar a Fernanda e o "NEUSMÓVEL", fiquei ali parado com inha mochilinha a esperar.
Passado uns 40 minutos resolvi agir. algo não estava certo. Caminhei então na direção de Rio Pardo afim de tentar achar ap´r a Aldeia. Após caminhar um quilômetro entrei em uma estrada de chão esegui o som de música forte ao fundo. Deveria ser lá. Por sorte encontrei um rapaz que informou que o camping não era para aquelas bandas e sim que eu deveria retornar a RS287 e continuar em direção a Rio Pardo.
-Muito longe ainda?
- Bah! Bem longe, o senhor ainda temque passar a outra rótula.
Então, tinha uma segunda rótula e era essa a tal que eu deveria ter encontrado anteriormente.
Confesso que refleti na quela hora e me senti a pessoa mais burra deste planeta. Como que consegui entrar nessa roubada. Liberar o carro ainda por cima. Como disse, alguma coisa não fazia sentido nisso.
Mas meu senso de dever cumprido misto de um sentimento de total encurralamento me fez seguir em frente. Pé na estrada, uma boa jornadinha aquela hora da noite seria mais uma dentre tantas outras que já fiz em minha vida de aventuras escoteiras.

RS 287 a Aldeia estava longe ainda

A escuridão da noite veio e com ela um vento forte e frio. Desprovido de equipamento e roupa adequada comecei a calcular as possíveis situações de emergência.
E se o rapaz me passou a informação errada também?E se depois de caminhar tanto eu não achar o lugar e ter que voltar tudo de novo?
A lua despontou clara e iluminou o caminho, sorte minnha pois estava apenas com uma micro lanterna. Não tinha trazido água e procurei desviar meu pensamento disso. A estrada era linda e me senti totalmente como um Alexander Supertramp (Christopher McCandless) em sua "natureza selvagem". Caminhado a esmo
Parei um pouco para observar a paisagem sob a luz da lua. Estava sozinho naquela estrada deserta. Durante meu percurso que já marcava quatro quilômetros apenas 4 automóveis e dois caminhões passaram por mim.
Um lago a minha esquerda e a minha direita eucaliptos solitários em meio um campo aberto balançavam ao som do vento com o luar refletindo em suas folhas. Acima de mim percebi um dos diversos satélites em seu curso. Lindo. 
Seria o cenário perfeito para um contato...

ALDEIA

Ao chegar a segunda rótula uma placa me deixava cada vez mais preocupado: " CAMPING KLINGER A 1KM".
Meu Deus essa era a situação ufológica mais complicada que já enfrentava desde a maldita Serra da Mata Onça, visto que a placa apontava em direção da cidade de Vera Cruz e não na direção sugeria pelo m eu último informante.
Ok , eu iriar seguir pela RS 287 e comecei a contar meu  passo duplo (técnica escoteira usada na medição de distância). Quando chegasse a um quilômetro e não encontrasse a tal Aldeia iria retornar e ir em direção a Vera Cruz.
Exatamente quando marquei 990 metros ali estava a minha esquerda as luzes, a música e tudo mais.
Na chegada nada daquilo que eu estava acostumado nas minhas palestras como recepção, credenciamento, acomodações...apenas dois caras falando sobre que o "cara tava perdido". - Não, não . To aqui. - afirmei.
Uma calorosa recepção por parte do organizador do evento me fez respirar tranquilo e renovar as forças ao perceber que eu era esperado.
Displicentemente e sem muitas delongas começaram a reunir as pessoas em uma lona no chão a céu aberto.
Eram  no início uns 10 e depois começou a aparecer mais e mais. Sentei em um banquinho e juro que a visão que tive foi a mais tocante de minha vida ufológica.
Na sua maioria jovens, sentados na lona fazendo uma espécie de círculo, outro em cadeirinhas de práia, alguns com cobertores, um carrinho de nenê atrás de mim ao lado direito, ao lado esquerdo atrás outros tantos deitados. 
Uma voz me soprou na mente e disse: essa é tua hora. Vai conta pra eles tudo o que tu sabe. Faz o teu melhor.
E ali foi a minha maior e inusitada experiência ufológica que tive.
Uma espécie de onda positiva estava ali neste lugar e independente do assunto foi muito bom conversar com todos. Ouvir seus questionamentos e curiosidades.
Espero que eles tenham gostado E QUE ANO QUE VEM POSSAMOS ESTAR EM MAIS UMA ALDEIA CAINA. 
Parabéns ao Joe e os organizadores.



Essa é mais uma parte da vida de um ufólogo...






domingo, 3 de novembro de 2013

CROPCIRCLES BRASILEIROS APARECEM NOVAMENTE


Impressionante a periodicidade deste fenômeno. Mais uma vez acontece na região de ipuaçu os chamados Crop Circles. Foram encontrados pela manhã de sábado as por volta das 8 horas e algumas horas depois nosso editor Ademar Gevaerd, Tony Inajar e outros pesquisadores da região já estavam no local. Neste exato momento estão com uma chuva braba por lá mas mesmo assim estão medindo rápida mente tudo.
Um helicóptero já se desloca para a região para fazerem as fotos aéreas do desenho  que se formou nas plantações de trigo.
Vejam o resumo dos fatos por Ademar Gevaerd:




 "Como também já disse, são duas figuras distintas, ambas grandes e complexas, cada uma tendo algo entre 60 e 80 m de diâmetro. O segundo agroglifo que encontramos, este das fotos anexadas, dista uns 3 km do primeiro e uns 4 do centro de Ipuaçu, estando localizado na localidade de Toldo Velho, área contígua ao município. Trata-se, também, de outra obra de grande complexidade.
Neste segundo agroglifo, que está distante uns 300 m de uma rodovia vicinal, notamos que o desenho também está em um aclive de uns 10 graus. Mas, infelizmente, desde sua descoberta nesta manhã até a hora que chegamos, perto das 17h00, o proprietário, talvez bravo com os visitantes, colheu parte do trigo, destruindo as beiradas da figura, que tem bem uns 60 m de diâmetro. Mas mesmo seu intento de destruir a imagem acabou nos dando curiosos subsídios sobre a mesma, que trataremos com calma depois.
A imagem número 2 é um anel com plantas dobradas em sentido igualmente anti-horário, tendo em seu interior, sem tocar no anel externo, um hexágono de grandes proporções formado por “corredores” de 1,5 a 1,8 m de espessura. Dentro de ambas as figuras está um eixo no sentido leste-oeste que corta toda a imagem e ao longo do qual há três círculos, também inscrito dentro do conjunto. O maior, central, tem uns 12 m de diâmetro. O que está grudado a ele, à leste, tem uns 8 m de diâmetro e o outro, a oeste, tem uns 4 m de diâmetro.
Amanhã e segunda teremos mais detalhes. Hoje havia uma certa quantidade de gente andando sobre ambos os agroglífos. Como disse antes, a inteligência que produziu este fenômeno certamente queria que ele fosse visto, porque ele igualmente aparece da rodovia."



PRIMEIRO AGROGLÍFO ENCONTRADO




SEGUNDO AGROGLIFO ENCONTRADO










quinta-feira, 10 de outubro de 2013

domingo, 6 de outubro de 2013

UFOS em evolução!



UFO impressionante em Ramos Mejia

Na cidade de Ramos Mejía, localizado a poucos quilômetros de Buenos Aires, um ufólogo local, capturou com sua câmera, um OVNI estranho.
O pesquisador Cristian Soldano, que investiga esses objetos "variáveis" nos últimos dias, conseguiram filmar um dos chamados "exploradores", uma forma de UFO.
"Em 24 de setembro de 2013 mostra a evolução de um tipo específico de Morfologia Integrado variável (UFO Variável), correspondente aos aeróformas classificados como Explorers, marcando uma evolução variável perfeita identidade com uma mecânica de vôo expondo um ciclo contínuo de rascunhos cruz ", disse o Soldano.
O especialista disse que a sua captura é muito importante, uma vez que conseguiu gravar a seqüência de alterações no objeto, algo nunca visto antes.





sexta-feira, 12 de julho de 2013

UFÓLOGO DE SANTA CRUZ DO SUL NO HISTORY CHANNEL


Todas as sextas-feiras, as 22h vai ao ar pelo Histrory Channel o seriado Contatos Extraterrestre. 
Séria que tem abordado casos fantásticos e com muita seriedade, trás em suas apresentações ufólogos de renome mundial. Entre eles está o gaúcho Rafael Amorim que faz uma participação junto com outros componentes da renomada equipe da revista UFO.(www.ufo.com.br).
Nascido em General Câmara , interior do estdo do Rio Grande do Sul, Rafael hoje coordena o NEUS  (Núcleo de Estudos Ufológicos de Santa Cruz do Sul)e faz parte do MGU (Movimento Gaúcho de Ufologia. Através dos quase 26 anos de estudos e pesquisa no campo da ufologia, Rafael carrega uma bagagem com diversos casos de contatos imediatos em várias partes do Estado , país e países vizinhos os quais pode constatar que existe fato um fenômeno que ainda está por ser descoberto a sua verdade.

A SÉRIE


Ao longo dos tempos, milhares de avistamentos de OVNIS têm sido relatados por todo o planeta. As histórias se multiplicam cada vez mais na América Latina. Milhões de dólares são destinados às investigações na busca por vida extraterrestre. A ciência reconhece que é estatisticamente possível. Todo o mundo está em alerta, observando os céus, buscando resposta para algumas perguntas: existe vida em outras galáxias? Os aliens tem vindo nos visitar? É possível que alguns deles já estejam vivendo entre nós, neste momento?




sexta-feira, 28 de junho de 2013

Os segredos das ONDAS DE OVNIS.

Um termo muito comum na história da ufologia são chamados de "ondas de OVNIs", que sempre chamou a atenção dos fãs e alguns pesquisadores do fenômeno UFO. Para alguns, o "fenômeno" das ondas de OVNIs são muito crucial neste campo, o que, segundo alguns, uma amostra da presença extraterrestre em nosso planeta, mas na justiça, isso não é assim. Aqui vou explicar o como e o porquê.

Chamadas ondas de OVNIs são apenas o aumento no número de relatos de avistamentos de supostos OVNIs, objetos voadores não identificados, em alguma área ou cidade. Por exemplo, se em uma cidade que é "normal" é que os entusiastas dos UFOs relatam cerca de 10 por mês, e depois passam a relatar 20 ou 30, que é um "surto". Mas isso tem seu segredo, principalmente agora com as facilidades que nos dão as redes sociais e os meios de comunicação que temos à nossa disposição, e se somarmos os exageros de alguns pseudo-pesquisadores ou "jornalistas" que se especializam nestas questões É onde as ondas surgirem.

O mito de que emerge a partir das ondas é bastante simples, uma pessoa relata ter visto algo estranho no céu e eu relatei a "UFO", mas o mesmo objeto pode ser visto por muito mais pessoas de diferentes lugares de uma cidade, dependendo da altura em que ela é, e o seu tamanho, dando assim muitos relatórios sobre o mesmo "objeto estranho", que, quando analisados, geralmente (em 99% dos casos) acaba por ser algo bastante vulgar.

Se uma pessoa vê alguns balões no céu e relatados como OVNIs, algo que acontece com muita freqüência, há um relatório, então, como esses balões são sopradas pelo vento, que vai durar por mais alguns dias, outras pessoas vão denunciar também, resultando em aumento exponencial no número de relatos de avistamentos aparentes de um mesmo objeto ou grupo de objetos.

E assim subir alegados relatos de OVNIs, e se dizemos alegou UFO, é porque não há nenhuma evidência de que é um UFO realmente autêntico, porque para se qualificar dessa forma, ser objetivo, formal, você deve primeiro ser analisado, e não simplesmente chamá-lo por mera arbitrariedade, assim como muitos fãs e pseudo-ufólogos, apenas para ter muitos relatos de avistamentos.

Mas as ondas significam nada para o UFO real? Na verdade não, a sério, basta indicar o número de pessoas que começam a ver o céu e não sabem o que está vendo. Já se sabe que muitos relatórios não significam nada tangível, eles são apenas muito relativo, mas nada que é de grande valor. Nós não estamos na década de 1990, quando as pessoas ainda se assustavam com esses alegados casos. A pesquisa mostrou que não teria nada relevante dessas "ondas", que apenas destaca os pseudo-pesquisadores que não têm nada para fazer, mas sair por aí fazendo suposições avistamentos que nunca resolver.

Assim, as ondas de UFOs não representam qualquer evidência da presença de inteligência extraterrestre na Terra? Na é verdade, não em todos, muito pelo contrário, o que indica é  pouca inteligência que eles têm , os pseudo-ufólogos para resolver estes casos de "ondas". Que 1% dos casos de UFOs genuínos que foram gravados ter sido dentro da nossa atmosfera, para que haja alguma indicação de que isso é algo de origem extraterrestre, mas este é o último desejo de muitos cientistas e pesquisadores.

Mas nunca perca a fraude, ou o  fanático irracional, saindo com seu "não querem ver a realidade extraterrestre" e frases como estas, eles são os mais desacrentes neste trabalho, que devem ser respeitado como qualquer outra. Mas se você nunca da provas de que pode ser testado de forma livre e aberta a todos, não há nenhuma razão para acreditar neles.

Um testemunho pessoal de um suposto avistamento ou curso de contato, nunca estar acima da evidência de que pode ser analisado e verificado pelos pesquisadores formais e sério. E se esta evidência, após revisão, disse que o suposto contato ou avistamento era falsa, a realidade é que era. Neste campo, não há meio, ou fraude ou real. A única coisa importante é conhecer a realidade deste.

Fonte INFO07

sexta-feira, 7 de junho de 2013

E O FERIADÃO FOI PREMIADO!

Após as aparições de Vera Cruz , eu e mais dois colegas resolvemos subir uma zona alta no interior de Santa Cruz  no dia 30.
Logo ao chegarmos avistamos uma luz extremamente branca e que aparentemente voava em linha reta normal, aumentando a sua luminosidade ou tamanho, nos dando impressão de que se dirigia para nosso ponto de observação. Ao passar por frente da gente, vinda do Sul , um dos companheiros que estava com a câmera  tentou filmar , mas a câmera não acionou o modo filmagem de forma alguma. Em seguida, após o repentino entrave da máquina que é nova,  conseguiu fazer com que ela fizesse algumas fotos.
Nelas aparece meu vulto de costas para câmera observando o objeto. Este voltou a sua rota inicial e desapareceu no firmamento.
Já foi consultado as rotas de satélites e ada ISS e o resultado foi negativo. Horário do avistamento: 19h e 30 min. Para mim  (Rafael Amorim) poderia ser um Balão, mas confesso que a luminosidade era extrema, lembrando muito o planeta Vênus em pelo menos o dobro do seu tamanho.
A subida ao topo do morro foi muito difícil e vamos preservar a localidade e os nomes dos dois companheiros por questões de segurança a integridade deles e do local.
Vejam as fotos.



UFOS voltam a Vera Cruz - RS


No último dia 29  o NEUS recebeu um chamado de pessoas do interior de Vera Cruz, próximos a Linha 01, que falavam  estar observando luzes coloridas que apareciam  e desapareciam em intervalos de pelo menos 15 minutos. Ao chegar no local consegui filmar uma parte do fenômeno o qual realmente me pareceu ser objetos não identificados e ainda hoje (dia 7 de junho) permanecem sem identificação.
O fenômeno começou as 16h e seguiu até umas 21h e aparentemente estava em meio as nuvens, pois o dia estava nublado, assim como a noite.
Pensamos que poderia ser um fenômeno natural , mas pelas cores das luzes descartamos logo isso. Poderia ser um VANT , mas de acordo com o 5º COMAR - Canoas, não haveriam exercícios com esses VANTS neste dia.
As imagens falam por si.



terça-feira, 30 de abril de 2013

CONTINUA EM WASHINGTON O MAIOR EVENTO A PEDIR ABERTURA UFOLÓGICA EM ESCALA GLOBAL




A UFOLOGIA MUNDIAL ESTÁ REUNIDA DURANTE TODA A SEMANA NOS ESTADOS UNIDOS PARA PEDIR AOS GOVERNOS QUE ENCERREM DEFINITIVAMENTE O SIGILO AOS UFOs
Amigos da Ufologia Brasileira:


 Estamos agora no transcurso do segundo dia das deposições de testemunhos do evento Citizen Hearing On Disclosure ou Audiências Públicas sobre Abertura, organizado pelo ativista ufológico Stephen Bassett, diretor do Paradigm Research Group (PRG) e responsável por inúmeras iniciativas muito bem sucedidas para pedir a abertura ufológica no seu país e no mundo.

Neste instante – vejam nas fotos – estão dando seus testemunhos o ufólogo inglês Nick Pope e os ex-militares da Força Aérea Norte-Americana (USAF) sargentos John Burroughs, Jim Penniston e Pat Frascogna, que estão discorrendo principalmente sobre O Caso Bentwaters, o encontro destes militares com uma nave alienígena em uma base militar conjunta da USAF e Real Força Aérea Britânica (RAAF) na Inglaterra, em dezembro de 1980. O caso também é conhecido como Incidente da Floresta Rendlesham.

Leiam mais sobre este fantástico caso aqui:
http://en.wikipedia.org/wiki/Rendlesham_Forest_incident
https://www.ufo.com.br/entrevistas/os-extraterrestres-vigiam-nosso-uso-de-armas-nucleares

Hoje à tarde, à 01h45, teremos o segundo e talvez o mais explosivo painel do dia, que será o intitulado “UFOs Interferindo em Armas Nucleares”. Dele participarão o legendário capitão Robert Salas, o sargento David Scott e os também capitães David Schindele e Bruce  Fenstermacher. Mediando os trabalhos estará o ufólogo Richard Dolan, consultor da Revista UFO. O que este grupo falará à tarde está atraindo a imprensa de todos os cantos, como se pode ver nas fotos. Há inúmeras mesas montadas aqui com dezenas de câmeras e jornalistas de todas as partes relatando os fatos.

Para nossa sorte, o legendário capitão Robert Salas, que é a principal voz a denunciar que os UFOs vigiam nossas atividades militares e, em especial, monitoram o uso que faremos da energia nuclear para fins bélicos, estará no Brasil em junho para o I Fórum Mundial de Contatados, onde apresentará seus mais de 20 anos de observações de naves alienígenas sobre bases de lançamentos de misseis Minuteman.

Mais informações sobre a palestra de Robert Salas no Fórum de Contatados aqui:
www.contatados.com.br (façam inscrição hoje no último dia com preço reduzido)

Desde ontem, e durante toda a semana, o formato do Citizen Hearing On Disclosure ou Audiências Públicas sobre Abertura é exatamente ao que ocorre no Congresso dos Estados Unidos quando há algum assunto que afeta a segurança nacional do país. Nestas situações, forma-se um painel de congressistas (o equivalente aos nossos deputados federais) e eles ouvem os depoimentos juramentados das testemunhas ou pessoas vinculadas aos fatos. Só que aqui, como o Congresso Norte-Americano não faz isso com casos e testemunhas do Fenômeno UFO, Stephen Bassett convenceu seis congressistas democratas e republicanos para fazer “of house” o mesmo.

Assim, ufólogos e testemunhas se sentam diante do painel de congressistas e um a um deles fazem sua deposição após jurar falar a verdade, nada além da verdade, durante 10 minutos cada. Ao final, os congressistas podem fazer seu interrogatório, como fariam se estivessem “in house”, ou seja, dentro do Congresso dos Estados Unidos. Portanto, o formato é idêntico, e por isso Bassett usou como slogan do evento a frase: “Se o Congresso não faz seu trabalho, o povo faz”.

Estamos vivendo momentos emocionantes aqui. Minuto após minuto os mais notórios membros da Ufologia Mundial, tanto ufólogos como testemunhas, principalmente militares, vão descrevendo casos espantosos, que pretendem fazer com que os seis congressistas se animem em levar a mensagem para apresentar a seus pares para, quem sabe, haver a tão esperada revolução neste embargo à verdade sobre a presença alienígena na Terra. Como ontem, há uma numerosa plateia aqui no Clube Nacional da Imprensa – o tempo da liberdade de expressão dos Estados Unidos e do mundo – assistindo às sessões.

Na semana passada postei nas comunidades da Revista UFO no Yahoogrupos e Facebook informações detalhadas sobre como seria o Citizen Hearing On Disclosure. Por favor, procurem as informações já veiculadas.

http://www.citizenshearing.org
http://www.ufo.com.br/noticias/o-brasil-estara-representado-no-maior-movimento-de-abertura-ufologica-do-mundo
http://www.ufo.com.br/noticias/maior-debate-sobre-abertura-ufologica-do-mundo-comeca-em-poucos-dias

Também como já foi dito, o Brasil está sendo representado aqui por mim e pelo professor Wilson Picler, conselheiro especial da Revista UFO. Da América do Sul também estarão no painel que conduzirei na quinta-feira o comandante Oscar Santa Maria e o advogado Anthony Choy, do Peru, respectivamente piloto de caça da Força Aérea Peruana (FAP) que atirou em um UFO e membro do órgão oficial de pesquisa ufológica do país; o coronel da Força Aérea Uruguaia (FAU) Ariel Sánchez, também do grupo oficial de pesquisa ufológica de seu país; e o ativista ufológico argentino Alejandro Chionetti.

Na minha fala, na quinta-feira, quando conduzirei outro que também está sendo considerado dos mais importantes painéis de testemunhas, relatarei em detalhes a incrível reunião da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) com militares das três Forças Armadas no Ministério da Defesa, em Brasília, ocorrido na semana represada (dia 18), que já está na imprensa internacional. Também falarei do Caso Varginha, da Operação Prato e da Noite Oficial dos UFOs no Brasil, entre outros.

O Citizen Hearing On Disclosure ou Audiências Públicas sobre Abertura pretende e está causando muito “barulho”, e esperamos que seja suficiente para que o Congresso Norte-Americano e a opinião pública mundial não tenham mais como ignorar os fatos. Assim, contando com a pressão da imprensa e o apoio da população, é possível que mudem sua posição quanto ao assunto.

Abs, Geva

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Quatro crianças levadas a bordo de um OVNI na Argentina




Quatro crianças foram levadas a bordo de um UFO, ver as maravilhas do universo, uma viagem de três dias no espaço, um relatório de autoridades civis militares.

"Estão os meninos mentndo?"

 As crianças nesta idade são incapazes de mentir, pelo menos tal como é entendido diz Rodrigo Ortiz, investigador especial para o departamento de polícia de Concordia, Argentina.

As crianças dizem que já passaram algum tempo em uma nave espacial.

Relatórios periódicos sobre as crianças  Maria Molero 8, sua irmã Emma, ​​6, George, 5 e Carlos, 3.

De acordo com as crianças e meia dúzia de testemunhas, havia um disco em forma de UFO voando sobre o campo onde as crianças, em 9 de agosto de 1992, a partir de uma luz forte foram chupados para o seu interior, desaparecendo em uma explosão de luz.

"Um grande barco de ouro nos levou para o céu e foi dirigido por Deus - Eu sei que foi Deus" - dizem as crianças.

"Eles usavam vestes douradas, tinha cabelos longos e prata e disseram "SINY" - diz Maria Molero, a maior das crianças raptadas, era um homem quieto e pediu-lhe para chamar de Laiar. Mostrou-nos a lua e em outras partes do céu e disse que eles eram as estrelas. "

O resto das crianças confirmaram a história, revelando um pouco de medo no início.

"Laiar," ser ",  raspou o rosto com um pedaço de pau e uma agulha com a intenção de nos prejudicar", disse Jorge Molero.

"Gostei dos quartos, porque todas as camas eram suave", disse Emma Molero.

Carlos Molero, o mais jovem, disse: "Havia um milhão de botões e luzes que o homem era engraçado, porque ele tinha uma cabeça grande e dois grandes olhos amarelos ..... Ele é nosso amigo"

Devido às dificuldades em entrevistar crianças, as autoridades ainda não determinaram o que lhes aconteceu durante os três dias a bordo da nave espacial.

Eles parecem ter passado por algum tipo de exames médicos, pois as marcas de agulha e contusões eram ainda visíveis no rosto, após chegar em casa, disseram as autoridades do caso.

Um porta-voz militar não confirmou nem negou relatos da mídia de que um OVNI fora gravado no radar do dia, onde as crianças foram raptadas.

Artigo Jeanne Kolden
Weekly World News

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Ministério da Defesa recebe ufólogos para tratar de documentos sobre OVNIs






Brasília, 18/04/2013 – Membros da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) e representantes das Forças Armadas reuniram-se na tarde desta quinta-feira, no Ministério da Defesa (MD), para tratar do acesso a documentos militares que tratam de relatos envolvendo Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs).


O encontro foi o desdobramento de uma reunião ocorrida no início do mês, quando o ministério debateu procedimentos administrativos para responder a requisição de informações feitas por mais de 30 conferencistas do Brasil no IV Fórum Mundial de Ufologia.

Na ocasião, determinou-se que todos os documentos sob responsabilidade da Marinha, do Exército e da Aeronáutica relacionados ao assunto fossem tornados públicos, como estabelece a Lei de Acesso à Informação (LAI).

Durante a reunião desta quinta, os pesquisadores relataram as dificuldades encontradas para acessar documentos classificados como secretos e ultrassecretos. “Existem muitas questões sem resposta em casos famosos como o de Varginha, o da Corveta Mearim e da Ilha de Trindade”, disse Ademar Geavaerd, editor da revista UFO.

O secretário de Coordenação e Organização Institucional do Ministério, Ari Matos, afirmou que as informações que ainda não se tornaram públicas são exceções. “A regra geral é disponibilizar todos os documentos. Alguns casos ainda têm que obedecer ao prazo legal, mas isso é uma questão que em breve será solucionada”, completou.

Segundo o diretor do Departamento de Organização e Legislação do MD, Adriano Portella, a Defesa tem feito todo o esforço para cumprir os prazos estabelecidos pela LAI no que diz respeito à desclassificação e publicação dos documentos. “A lei determina o prazo de dois anos, a partir de sua promulgação, para a revisão das informações classificadas como secretas e ultrassecretas”, explicou Portella. “Esse trabalho já está sendo feito, e os documentos serão desclassificados dentro do prazo legal”.

Na avaliação de Ari Matos, o resultado mais importante do encontro foi estabelecer uma relação de parceria com os ufólogos.  “A LAI abriu a possibilidade de o grande público acessar diversas informações produzidas pelo governo. É preciso criar um caminho regular de contato que atenda aos interesses da comunidade de ufólogos e da sociedade”, disse o secretário.

Ao final do encontro, os ufólogos comemoraram a iniciativa. “Essa é uma data que vai entrar para a história da Ufologia”, disse Fernando Aragão, da revista UFO. “É a primeira vez que o Ministério da Defesa de um país chama ufólogos para conversar formalmente sobre discos voadores”, celebrou. “Estamos otimistas com a porta que nos foi aberta e esperamos avançar nas discussões”, disse Aragão.


VEJA OS COMENTÁRIOS DE THIAGO TICCHETTI





O que ocorreu ontem, dia 18 de abril, ficará para sempre na história da ufologia nacional e mundial. Pela primeira vez um ministério de defesa reuniu de uma só vez todas as forças armadas para um encontro com ufólogos. Isso jamais ocorreu, em nenhum tempo, em nenhum outro país do mundo! Só isso já é um enorme motivo para comemoração e reconhecimento do trabalho feito pela ufologia brasileira.


Ao chegarmos ao ministério nos identificamos na portaria. Logo que entramos já fomos recebidos pelo coronel Spingler (não sei se escrevi certo o nome) que nos levou até a SECRETARIA DE COORDENAÇÃO E ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL (SEORI), onde fomos apresentados ao Sr. Madruga, organizador da reunião dentro do MD.
Nos conduziram até uma sala de reuniões, com paredes a prova de som, no 5º andar... Lá chegando já havia três oficiais das três forças. Um major da Aeronáutica, representando o COMDABRA (COMANDO DE DEFESA AEROESPACIAL BRASILEIRO), um capitão-de-fragata representando a Marinha e um tenente-coronel representando o Exército. De repente começaram a chegar mais oficias das forças armadas, entre eles o major Herbert, que esteve palestrando no I UFOZ ano passado.

Quando pensávamos que a reunião seria somente com os oficiais, eles de um lado da mesa, e nós de outro, eis que chega o Sr. Ari Matos, simplesmente o chefe da SEORI, isto é, chefe do Sr. Madruga! Junto com ele veio o Sr. Portela, diretor do DEPARTAMENTO DE COORDENAÇÃO ORGANIZAÇÃO E LEGISLAÇÃO (DEORG). Percebi que não seria apenas uma mera reunião, o negócio estava ficando mais importante do que eu poderia imaginar. Com o começo da reunião, percebemos que o pessoal do MD (todos civis) não estavam ali para brincadeira ou com desdém, muito pelo contrário, estavam levando a reunião com uma seriedade inacreditável. Mostra disso ocorreu quando a palavra foi dada ao representante do exército. Antes vou abrir um parênteses para o representante da Marinha que disse não tem mais informações do que as que já foram disponibilizadas no Arquivo Nacional e para o da Aeronáutica que afirmou o mesmo. Este, entretanto, afirmou que todos os dias praticamente recebem algum relato que são copilados e disponibilizados no final do ano de uma vez. Vejam e guardem isso: são copilados e enviados para o Arquivo Nacional no final do ano. NÃO SÃO INVESTIGADOS! Mas retornando ao representante do Exército, ele disse que estava ali como ouvinte pois tinha sido avisado em cima da hora sobre a reunião e não teve tempo de se preparar. Neste momento o Sr. Ari, com certa irritação disse, “você não estava sabendo! Seu ministro já sabia disso há semanas!”. Eu fiquei boquiaberto. Sou filho de militar e não tem coisa mais irritante e humilhante para um militar do que ser repreendido na frente de outras pessoas, civis, por um civil! O Sr. Ari nos pediu desculpas e afirmou que o Exército ficaria nos devendo as informações.

À medida que a reunião progredia, o GevaEerd, Petit e o Fernando Ramalho relatavam os casos Varginha, Ilha de Trindade, Operação Prato como exemplo de informações que tínhamos, mas que as forças, principalmente o Exército e Marinha não divulgavam. Quando falamos sobre Varginha, o tenente-coronel do Exército (que era um cientista, chefe de um órgão de pesquisa científica do Exército), força a qual tínhamos vários questionamentos a fazer, arregalava os olhos (ele era descendente de japonês). Pareceu-nos claro que nenhum deles tinha conhecimento do tamanho do negócio que estava ali na sua frente.

O que nós propomos foi a criação de uma comissão conjunta, composta de ufólogos e militares, para a pesquisa e análise dos relatos de avistamento.

Ao final da reunião, o Sr. Ari afirmou que aquela reunião e o assunto eram de suma importância para o Governo. Que levaria tudo aquilo que foi dito ao Ministro da Defesa e que era de ordem do ministro e da presidente que nenhuma informação seja mantida sob sigilo, a não ser aquelas que poderiam colocar em risco a soberania nacional, mas que estas seriam a exceção da exceção. O Sr. Ari também se prontificou a criar um canal direto de comunicação entre os ufólogos e o MD, e ele deixou bem claro que o Ministério da Defesa SÃO AS FORÇAS ARMADAS TAMBÉM. Ele não disse que será através da criação de um grupo, comissão ou órgão ligado diretamente ao MD, mas que buscaria soluções que seriam apresentadas a CBU para que JUNTOS acordassem a melhor das propostas.

Após 1h15 de reunião ela foi encerrada e nós ficamos batendo papo com alguns militares. Lembram quando eu escrevi são copilados e enviados para o Arquivo Nacional no final do ano. NÃO SÃO INVESTIGADOS? Pois bem, perguntei ao coronel Spingler se todos os relatos recebidos pela FAB são investigados. Quando ele tentou contornar a situação eu fui mais enfático: “Vamos lá, os casos relatados por pilotos militares ou civis, eles são investigados?” Para a minha surpresa (ou nem tanto), ele disse que não. Ele disse que apenas quando há risco de uma quase colisão ou risco ao tráfego aéreo é que são investigadas. Imaginem só, quer dizer então que se um UFO, nítido, em plena luz do dia fica a 300 metros de um avião, mas que não lhe causa risco, não é investigado?! Quer dizer então que se um avião-espião de algum outra país entre no nosso espaço aéreo, mas que não causa risco a nenhum avião, não será investigado?! Oras, cadê a nossa defesa do espaço aéreo?
O coronel reafirmou que os únicos casos que a Aeronáutica poderia nos fornecer eram “blimps” nos radares, pois tudo já havia sido divulgado e liberado. Obviamente que ninguém engoliu nada disso.

Mas bem, fizemos história! Demos um passo fantástico para, quem sabe, se crie uma cooperação civil-militar para a investigação ufológica. Só por termos sido recebidos, ouvidos e debatido com militares, da Marinha, Exército e Aeronáutica, dentro de um ministério de defesa, é algo único e um marco memorável.


VIVA A UFOLOGIA NACIONAL!!!

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Ufo filmado em aeroporto no Sul da Argentina





Eu estava assistindo os vídeos de uma viagem à Patagônia e descobrimos que havia um objeto estranho ou luz. Jorge, um Rosário que viajou para Comodoro Rivadavia junto com seu filho no final de fevereiro, disse que ficou surpreso com as imagens e o suposto OVNI.
Em uma entrevista com um programa, Jorge relatou que entre 24 e 26 de Fevereiro, em Comodoro Rivadavia, seu filho lhe pediu para filmar uma aterrissagem da Aerolineas Argentinas.
"Só agora a olhar para as fotos e vídeos da viagem no avião que eu posso ver um objeto", disse ele.
A princípio, ele pensou que era sujeira  na lente, mas depois  ele se convenceu de que é um OVNI.
"Há luzes nas áreas planas apenas" descritos na imagem. "Como é assim que a velocidade é susceptível  apenas por uma câmera e é imperceptível ao olho humano", acrescentou.
Ele também disse que não acredita em objetos extraterrestres até que viu o seu vídeo.

segunda-feira, 18 de março de 2013

HOMEM QUE PASSOU CINCO DIAS A BORDO DE UM DISCO VOADOR VIRÁ AO BRASIL



Quando era lenhador no Arizona, Travis Walton foi levado por seres extraterrestres. Ele agora relata seu caso no Fórum Mundial de Ufologia, em Florianópolis, em junho.




Até os acontecimentos que se iniciaram em 05 de novembro de 1975, Travis Walton era uma pessoa pacata e trabalhadora, que se transformou em uma celebridade mundial ao ter sido abduzida por seres em uma nave alienígena em um campo de extração de madeiras de SnowflakeArizona. Ele voltava de seu trabalho com vários colegas quando, no meio da estrada rural por que trafegavam juntos em uma camionete, um enorme objeto voador não identificado pairando a baixa altitude chamou a atenção de todos.







Walton não hesitou, e como que atraído pelas luzes do objeto, mesmo sob protesto de seus colegas, que lhe pediam para não sair do veículo, ele se foi em sua direção. Ao chegar praticamente embaixo do UFO, recebeu um intenso raio de luz em seu peito e foi arremessado para trás. A partir de então não foi mais visto, causando uma grande agitação em sua cidade. Centenas de pessoas saíram à sua procura e toda a vasta área foi vasculhada por vários dias, sem sinais do lenhador. Ele havia sido abduzido pelo disco voador observado por todos.

Seu caso é um dos mais extraordinários da Ufologia Mundial. O episódio foi exaustivamente pesquisado por inúmeros ufólogos e resultou no filme “Fogo no Céu” (1993), que revive a impressionante experiência com riqueza de detalhes. Travis Walton acabou sendo encontrado cinco dias depois de sua abdução, em uma área não muito distante e sem lembrança de tudo o que lhe passou. Traumatizado, foi ouvido pelos policiais e, assim como seus amigos, submetido a um teste de polígrafo (máquina da verdade), passando incólume. Ele havia mesmo estado dentro de um UFO e fora então devolvido.



Uma experiência extraordinária







Walton relatará sua extraordinária experiência no I Fórum Mundial de Contatados, que a Revista UFO realizará em Florianópolis, de 14 a 16 de junho. O evento reunirá pessoas que viveram situações semelhantes, como a brasileira Bianca de Oliveira, que teve um impressionante encontro com os extraterrestres em Minas Gerais, no final dos anos 70. No Fórum também estarão, entre outros, Antonio Urzi, um italiano que já filmou UFOs mais de duas mil vezes e que atrai naves onde estiver, e Asís, um peruano que tem mantido contatos com UFOs em várias regiões dos Andes desde criança.







Ainda no Fórum, Travis Walton descreverá como manteve comunicação com seus abdutores, que o devolveram transformado à sua cidade. Desde então, assim como muitos outros abduzidos em todo o mundo, ele se dedica a descrever seu caso, tentando auxiliar outras pessoas que passaram pela mesma situação, ou seja, que estiveram frente a frente com seres extraterrestres. Bianca, Urzi e Asís também apresentarão seus casos, junto com mais vários conferencistas.



Entre os pesquisadores de seu caso, o professor de História Americana da Universidade de Temple, na Filadélfia, David M. Jacobs, Ph.D, também estará no I Fórum Mundial de Contatados de Florianópolis, onde, além da experiência de Travis Walton, descreverá outras dezenas ao público. Sua palestra tem o nome “A Importância das Abduções Extraterrestres no Controle da Sociedade Planetária”. O decano ufólogo e professor mostrará que as abduções nos acompanham há décadas. Ele diz que hoje elas representam um programa extenso de envolvimento com a espécie humana, por razões que podem ser perturbadoras.



Um evento sem paralelo




O Fórum Mundial de Contatados será um congresso revolucionário e inédito na Ufologia Brasileira, que reunirá pessoas de vários países que tiveram a oportunidade única de estar frente a frente com seres extraterrestres e suas naves. São contatados, abduzidos e testemunhas de casos ufológicos de grande impacto que se reunirão em Florianópolis, em junho deste ano, para apresentar e discutir livremente suas experiências com o público, acompanhados dos pesquisadores que as investigaram e especialistas mundialmente reconhecidos em contatismo e abduções alienígenas.






A lista de todos os conferencistas, assim como informações em geral sobre o evento, está no endereço www.contatados.com.br. O evento aberto a qualquer pessoa e até o dia 31 de março as inscrições estão com preço reduzido de R$ 150 para o público geral e R$ 100 para estudantes. O Fórum Mundial de Contatados contará com 14 conferencistas, um workshop e um jantar de confraternização entre os participantes, onde todos poderão interagir com os abduzidos e contatados. Ocorrerá no Hotel Sesc Cacupé, de Florianópolis.



I FÓRUM MUNDIAL DE CONTATADOS



Data: 14 a 16 de junho de 2013



Local: Hotel Sesc Cacupé, Florianópolis (SC)

Informações: www.contatados.com.br
Facebook: www.facebook.com/contatados2013



Abs, Gevaerd









segunda-feira, 11 de março de 2013

UFO NA LUISIANA ERA UM AVIÃO, VEJA COMO É FÁCIL SE ENGANAR.


Eu encontrei na internet uma foto curiosa obtida em Louisiana em 19 de março de 2011. No mesmo, pode-se ver uma estranha máquina voando capturado quando a testemunha fotografou a lua. O dispositivo incomum está localizado no lado direito, e muito perto da lua. Imagem obtida a partir deste site.



Na foto abaixo pode ser ampliada com mais detalhe o UFO misterioso, que aparentemente não era visível a olho nu. Observadores olharam para o céu e viram a engenhoca estranha: " Avistei através da câmera."


Toda vez que as testemunhas descobriram, aparecia em uma posição um pouco diferente, como acima, mas nenhum movimento ou deslocamento advertiu suposto OVNI. Quando o fotógrafo tirou outra foto aparce outro objeto voador.

Embora pareça um OVNI bizarro, sugere que é um aviovni. As luzes da aeronave deixaram um rastro na imagem durante o curto período de tempo gasto na exposição, que foi cerca de um segundo ou menos.

Nesta fotografia outro exemplo para comparar com o UFO, você pode ver o rastro deixado das luzes de um avião para 7,49 segundos de exposição (a trilha é maior porque esta exposição é maior). Os pontos centrais são as luzes estroboscópicas da aeronave. Na foto da Louisiana, à luz do nosso satélite natural era visível na fotoesta trilha.


terça-feira, 5 de março de 2013

Estranho encontro, Cuba, 1953:





Cuba também foi palco de contatos imediatos, isso poderia não ser novidade, esses casos chegarem ao conhecimentos de todos sim.

Candido Hernandez estava voltando para casa a partir da usina de açúcar local e, a fim de economizar tempo ele tomou um atalho por uma estrada isolada. Tendo andado apenas cerca de 200 metros Hernandez viu três pequenas luzes circulares aproximando-se dele e, ao mesmo tempo, cada vez maior, um estava no meio da estrada, os outros dois, um de cada lado. Aterrorizado, ele ficou na estrada incapaz de se mover.
A luz do meio voou logo acima dele e iluminado ele e seus arredores completamente. As luzes eram brancos, com uma ligeira coloração rosada. As luzes então recuaram para cerca de 5 metros de distância de Candido e começou a se transformar em figuras humanas.
Eles eram muito brilhantes, rosa e branco. Ele não podia ver nenhuma figura facial, porque os seus rostos estavam muito brilhantes. Eram de uma altura humana normal e ficaram ali olhando para a testemunha. Momentos depois, os seres se transformaram nas mesmas circulares luzes brilhantes e elevaram-se para o céu e desaparecendo de vista.


Fonte: Rene Batista Moreno, Revista SIGNOS Cuba

domingo, 17 de fevereiro de 2013

FIM DO MUNDO É ISSO!

Se você tiver muita paciência, muito sangue frio assista o maior disparate da Terra. Pessoas que são idiotadas e ficaram mais idiotadas ainda. Um verdadeiro show de besteira comandado por espertos alucinados e surtados.
Fico pensando que esse nosso país é uma piada mesmo. Ou um lugar como o do seriado de LOST.
Enquanto pessoas apodrecem na cadeia por que roubaram comida para matar a fome de seus filhos malucos como esses estelionatários estão a solta perpetuando a insanidade numa gente mal amada e idiotadas como eles.
Acho que vale a pena  ver e rever esses vídeos com um alerta a todos.

Com vocês o Projeto Portal.



1) Doido varrido que queimou o ramo publicitário e afirmou que se "cagou" com um colega que fazia brincadeiras com ele quando foi ter contatos com um extraterrestre. Um imbecil de marca maior. Ele merece...




2) Aqui os enganados e um surtado.



3) Agora o surtado virou o porta voz feroz, ganhou um título de pesquisador e segue a palhaçada.



4) Por fim o maior espetáculo bizarro da Terra. O Urandir e sua turma com uma teoria de arrazar...é de ficar arrazado mesmo  vendo como esses caras vivem em meio a suas alucinadas idéias ou meio de ganhar a vida.




Gente, UFOLOGIA NÃO É ISSO! Pesquisem, informem-se. Existe muita gente séria e qualificada que ainda idonicamente trabalha para tentar elucidar o maior dos maiores mistérios que nos cercam.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Então, é a época de cair meteoros na Terra?Meteoro explode sobre uma vila no interior de Cuba.



Moradores da cidade de Rodas, província de Cienfuegos, em Cuba, disseram ter presenciado a queda e a explosão de um corpo celeste na noite de quarta-feira, noticiou uma emissora de televisão local. Os cubanos afirmam que o meteoro explodiu no céu, provocando uma luz intensa e fazendo as casas do município tremerem. O feixe de luz teria o tamanho de um ônibus, relata a emissora.
Um morador de Rodas disse que, “por volta das 20h locais de quarta-feira, uma luz se movia no céu e se converteu em uma chama muito grande”. Depois de três minutos, segundo ele, pode-se ouvir uma explosão.  Especialistas cubanos acreditam que o fenômeno tenha sido causado por fragmentos de pedras e metais que ingress.am na atmosfera em alta velocidade. Eles procuram restos dos fragmentos no solo.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Brigadeiro José Pereira falou dobre o asteróide 2012 DA14

Com a  passagem raspando pela Terra o asteroide 2012DA14 cria uma expectativa apocalíptica sem fundamento. Mas com tanta mentira e ocultamento de fatos verídicos temos mesmo é que ficar de  olho.
Ele poderá ser observado na Austrália e região as 17h em diante. Alguns astrônomos dizem que isso só poderá ser feito através de instrumentos.

O mais interessante neste tópico é a discussão sobre possibilidade de um desses corpos enormes chocarem-se com a Terra. Quais as medidas que serão tomadas? Alguém vai fazer alguma coisa pra esses brutos não entrarem em colapso com nosso planeta? Sim, há essa possibilidade. A de destruirmos o corpo celeste antes dele chegar a nós.

 Quem nos colocou a par disso foi o Brigadeiro José Carlos Pereira. Foi em Ipuaçu no ano de 2010 no I Encontro Nacional de Ufologia naquela cidade. Além de afirmar naquele dia que já sabia desse asteroide que irá passar raspando o nosso planeta, neste ano de 2013, o Brigadeiro falou de como é o procedimento militar para nos defender disso ao mesmo tempo em que compara a ação militar semelhante a um eminente ataque alienígena. Vejamos as palavras do Brigadeiro. Vale apena rever isso.

IPUAÇU - 2010

Colóquio do Brigadeiro José Carlos pereira, ex-presidente da Infraero.



  "Houve um fato ocorrido em março do ano passado que reacendeu nos militares de todo mundo, principalmente nas forças aéreas, um alerta preliminar. 
   Em março do ano passado (2009) um asteroide com aproximadamente 40 metros passou muito próximo da terra. Esse asteroide, por incrível que pareça, só foi detectado a dois dias de distância, quando nada mais era possível fazer para interceptar esse asteroide. O máximo que se poderia fazer em dois dias  era tentar  identificar o local de impacto e tentar evacuar populações desse local. 
   Um asteroide de 40 metros e semelhante ao que caiu na Sibéria em 1908 e devastou 2000 km² não morreu ninguém na Sibéria porque não morava ninguém naquela época como, aliás, continua não morando. Mas numa grande cidade hoje em dia,  o índice de mortalidade seria de 100%. Se caísse no mar seria muito pior.
   Imagine um asteroide atingindo o mar Mediterrâneo por exemplo. Ele geraria uma onda de no mínimo de 200 metros de altura e adeus toda Europa, norte da Ásia, Turquia, etc. Se atingisse o golfo do México, numa área fechada.
   Esse fato reacendeu meio militar mundial uma necessidade de se aprimorar muito mais a vigilância sobre o planeta sobre coisas que se aproximam do planeta. Se vocês entrarem na internet agora há um site que dá dia a dia todas os asteroides que se aproximam da Terra.  Hoje naturalmente cinco deles  estão passando próximo, e é possível se levantar o nome deles, identificação, essas coisas.  
    No entanto um passou despercebido, esse que foi localizado depois.  A ideia que está surgindo em determinado seguimento da elite militar mundial é da  necessidade de se reduzir um pouco a rivalidade entre os países, dos países terem armas nucleares para destruir um aos outros, quando  na verdade talvez a maior ameaça seja de outro planeta.

    Eu vou dizer uma coisa pra vocês aqui que talvez choque. Alguns ufólogos certamente ficarão chocados. Há uma tendência, não ferindo muito nos seus pensamentos, que tudo isso é um ser tentando alertar, nos alertar de alguma coisa.
    Onde há instalações nucleares os fenômenos são mais frequentes. Quando acontece uma guerra os fenômenos são mais frequentes...eu penso, e aqui vai talvez uma ideia como disse chocante, que se quisesse mesmo nos ajudar  a melhor coisa a fazer , que “eles” poderiam fazer  conosco, era mostrar claramente uma ameaça. 

     O ser humano tende a se unir quando ele é ameaçado. Eu garanto a vocês se amanhã uma nave, ou alguma coisa claramente mostrasse uma ameaça ao planeta no dia seguinte judeus e palestinos estavam reunidos, não pensariam em defender suas diferenças. E se Xiitas e Semitas estariam reunidos. E aí, vem uma outra questão. Vocês sabem que hoje,  por exemplo, que russos e americanos, ainda que Clinton esteve agora com o  Orbutt  (?) da Rússia discutindo sobre o desarmamento nuclear, redução nuclear da Rússia e E.U.A. Eu defendo uma outra tese também que pode chocar algumas pessoas. Que as armas nucleares deveriam ser mantidas,  num estoque adequado, para servir o planeta. 
    Esse asteroide, se descoberto muito antes ele pode ser destruído por um impacto nuclear. Nós temos tecnologias na terra  par fazer isso, para interceptar um asteroide desses a dez meses de distância e destruí-lo com um impacto. É claro que isso,  militarmente falando,  ainda é discutível , transformar um volume de 100 metros em um de 10.000 pedaços de 50cm. Mas isso é outra história. Se pode  fazer  uma explosão nuclear ao lado um asteroide ( e desviar) . E o  que isso tem a ver com disco voadores? Sob o ponto de vista militar? Isso que eu quero falar. Sobre o ponto de vista militar.
   Seja um asteroide, seja uma nave vinda não sei de onde, sob o ponto de vista miltar é a mesma coisa. É algo que se aproxima do planeta  SEM AVISAR QUE ESTÁ CHEGANDO.